Problemas estruturais da agricultura portuguesa

Problemas estruturais da agricultura portuguesa

  • Características da população (envelhecimento, falta de instrução e formação profissional)
  • Fraco desenvolvimento tecnológico e científico
  • Estrutura fundiária deficiente (características da exploração)
  • Deficiente utilização do solo
  • Falta de associativismo e cooperativismo
  • Falta de capitais

No entanto, existem muitas potencialidades que poderão contribuir para melhorar a sustentabilidade da agricultura portuguesa.

 

 

Pontos fracos:

  • Predomínio de explorações de pequena dimensão
  • Baixa densidade populacional e envelhecimento demográfico nos meios rurais
  • Baixos níveis de instrução de agricultores e insuficiente nível de formação profissional dos produtores
  • Baixo nível de adesão às tecnologias de informação e comunicação nas zonas rurais e fraca capacidade de inovação e modernização
  • Falta de competitividade externa
  • Imagem dos produtos agrícolas portugueses pouco desenvolvida nos mercados externos
  • Abandono dos espaços rurais
  • Elevada percentagem de solos com fraca aptidão agrícola.

Pontos fortes:

  • Condições climáticas propícias para certos produtos, em especial mediterrânicos
  • Existência de recursos genéticos com vocação para o mercado (variedade de produtos)
  • Aumento da especialização das explorações
  • Potencial para produzir com qualidade e diferenciação
  • Pluriatividade da população Agrícola nas áreas com maior diversificação do emprego, o que ajuda a evitar o abandono
  • Utilização crescente de modos de produção amigos do ambiente.

Dependência Externa

A produção agrícola nacional não permite satisfazer as necessidades de consumo interno, pelo que a balança alimentar portuguesa, continua a ser deficitária em grande parte dos produtos, mantendo-se, assim, uma forte dependência externa.

Para além da produção agrícola ser insuficiente há outros fatores que contribuem para a importação:

  • A livre circulação de mercadorias na U.E.
  • Facilidades de transporte
  • A agressividade do marketing
  • A globalização da economia
  • Aumento da exigência dos consumidores portugueses
  • Os nossos preços são mais elevados (devido aos custos de produção elevados, mão de obra cara, falta de inovação, etc.)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s