Problemas ambientais

Problemas ambientais

A POLUIÇÃO DO MAR

 

A poluição dos mares tem origens muito diversas, mas os problemas originados pela exploração, transporte, acidentes e limpeza de petroleiros

Todos os anos milhões de toneladas de crude passam pelos oceanos e, como Portugal, nomeadamente a ZEE, está na rota da maioria dos petroleiros, a costa portuguesa é muito vulnerável a esses acidentes, em particular às marés negras.

Além dos petroleiros, a costa portuguesa está sujeita aos «despejos» de indústrias, que enviam os seus esgotos, não tratados, diretamente para o mar, com produtos muito poluentes (químicos, plásticos …)

A poluição dos mares pode ser:

  • Química Com substâncias químicas nocivas às espécies
  • Física Com a alteração da temperatura da água (as centrais nucleares usam a água para arrefecer os reatores, causando uma alteração da temperatura da água quando direcionada para os rios.)

Destruição dos fundos marinhos etc. (Devido às redes de arrasto que destroem os corais, etc.)

  • Biológica Com a introdução de vírus e bactérias.
As diferentes fontes de poluição

 

1º Efluentes domésticos (rurais e urbanos)                        2º Tráfego de navios petroleiros

3º Acidentes com navios petroleiros                                     4º Poluição das águas dos rios

5º Emissões naturais (vulcões)                                                 6º Efluentes industriais

7º Limpeza de tanques em alto mar

 

 

 

 

 

 

 

A SOBRE EXPLORAÇÃO DOS RECURSOS

 

Outro problema ambiental grave reside no excesso de exploração dos recursos marinhos, porque durante anos a atividade piscatória foi feita sem qualquer controlo.

A exploração desenfreada de espécies, põe em risco o equilíbrio do ecossistema. Com efeito, os desequilíbrios atuais foram desencadeados por dois processos:

  • Rutura das cadeias alimentares;
  • Exploração excessiva dos recursos.

Surgem, assim, os problemas de espécies em vias de extinção. Quando se pesca apenas espécies na idade adulta e com moderação, não se reduz substancialmente a quantidade global de peixe, podendo inclusive favorecer o seu aumento

A sobre exploração de recursos é agravada com a utilização de determinadas técnicas, como a pesca não seletiva*, tornando-se necessário controlar o uso de redes de malhagem apertada, que contrariam as normas em vigor. São as capturas excessivas ou inadequadas que põem em risco a capacidade de regeneração de certas espécies, a integridade do ecossistema marinho como um todo e mesmo os rendimentos provenientes da atividade piscatória.

*Tipo de pesca onde é capturado tudo mas, como só pode chegar a terra x quantidade de peixe, é necessário desperdiçar uma grane quantidade de peixe