Redes urbanas = Sistemas urbanos

Redes urbanas = Sistemas urbanos

A rede urbana engloba um conjunto de aglomerações (lugares) e as suas áreas envolventes que se encontram ligadas por relações hierárquicas a um centro urbano principal.

Ultimamente existe quem tenha vindo a substituir a expressão rede urbana por sistema urbano por considerar que esta transmite mais “vida” nas relações entre os centros urbanos.

Assim, para existir um sistema urbano, é necessário que se estabeleçam ligações funcionais permanentes entre os centros urbanos, quer seja através de laços de dependência quer seja em complementaridade. Estas relações podem também existir entre os centros urbanos e as suas áreas de influência.

Considera-se hierarquizada uma rede urbana quando esta inclui:

  • Um pequeno nº de centros urbanos de grande dimensão, relativamente distanciados que devem desempenhar todas as funções, desde as mais básicas às mais especializadas;
  • Um nº considerável de centros urbanos de média dimensão, localizados no meio dos anteriores, onde as funções não serão tão especializadas;
  • Um nº elevado de pequenos centros, na área de influência dos centros de média dimensão, que satisfazem essencialmente as necessidades básicas da população.

Tipos de redes urbanas

1 – Redes monocêntricas (macrocéfalas) – encontram-se em países que são liderados por uma grande metrópole, que controla a vida económica, cultural e social. São características dos países menos desenvolvidos.

2 – Redes bipolares (bicéfalas) – encontram-se em países que apresentam duas grandes metrópoles, dividindo entre si as funções superiores (política e económica). Alguns países da Europa como Espanha,Itália e Portugal são exemplos desta rede

3 – Redes multipolares: encontram-se em países com várias metrópoles, todo o cimo da hierarquia, acumulando funções económicas, políticas e financeiras. O melhor exemplo da Europa é a Alemanha, com Berlim, Frankfurt, Hamburgo e Munique.

4 – Redes completas: dominam, normalmente, em todos os países desenvolvidos, onde aparecem cidade de diversos níveis hierárquicos. São as verdadeiras redes hierarquizadas.

5 – Redes incompletas – quando não existe uma verdadeira rede hierarquizada, faltando cidades de categoria superior, média ou inferior. Tanto pode acontecer nos países menos desenvolvidos como nos que têm o rótulo de desenvolvidos, incluindo-se aqui o caso de Portugal.

Portugal apresenta uma rede urbana bicéfala mas incompleta.

Lisboa e Porto, as duas cidades do país mais populosas e as que concentram maior nº de funções centrais, aparecem num nível superior, com áreas de influência enormíssimas, chegando mesmo à escala nacional.

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s