Correntes marítimas e a existência de recursos piscícolas

Correntes marítimas e a existência de recursos piscícolas

 

                As correntes marítimas, que podem ser frias ou quentes, são um fator condicionante e importante no desenvolvimento de espécies marinhas. A formação do plâncton dá-se nas águas frias, tornando-as então mais ricas em peixe.

As zonas de contacto de correntes frias com correntes quentes, são aquelas onde a concentração e diversidade de peixe são maiores, pois aqui, as águas tornam-se mais agitadas, logo mais oxigenadas e o plâncton é abundante, bem como as oscilações de temperatura e salinidade.

A costa portuguesa é influenciada pela corrente quente do Golfo, que vem do México e encaminha-se para a Europa (sentido SW-NE), no entanto a norte de Portugal sofre um inflecção devido aos ventos, afetando assim a nossa costa. Apesar de ser chamada de quente, em Portugal é fria pois vem do Norte.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s