Distribuição da temperatura no território nacional

Distribuição da temperatura no território nacional

Em Portugal, a temperatura varia ao longo do ano, sendo que os meses mais frios correspondem aos meses de inverno e os mais quentes aos de verão. Também a latitude, o movimento de translação e a inclinação do eixo terrestre têm influência na temperatura, no entanto, esta é indireta, pois estes fatores influenciam a duração do dia e da noite e a inclinação dos raios solares. O afastamento do mar não é um fator determinante, pois se assim fosse, as linhas isotérmicas seriam paralelas à linha da costa e isso não se verifica. Também o relevo é um fator importante na distribuição da temperatura. Podemos verificar que a sul, onde a região é mais aplanada, as temperaturas são mais elevadas, no entanto no norte e especialmente nos pontos de maior altitude, as temperaturas são mais baixas. Apesar de não ser um fator determinante, a proximidade do mar influência a amplitude térmica anual, pois as temperaturas são mais baixas junto ao mar do que no interior.

Portugal é, a nível europeu o país com maior número de horas de sol por ano, ou seja, a exposição solar (radiação solar direta) deve ser valorizada. Essa valorização passa pelo aproveitamento da radiação solar em sistemas solares térmicos, passivos e fotovoltaicos.

Valorização da radiação solar

Apesar de o aproveitamento do sol, enquanto fonte de energia, ter custos bastante elevados, sobretudo devido à divulgação e aos incentivos públicos, é uma forma de reduzir a as importações, especialmente de petróleo e eletricidade. Em Portugal já se começou a investir na energia eólica e solar.

A energia solar pode ser utilizada para fins térmicos ou para a produção de eletricidade. A mais utilizada no nosso país é a térmica, que consiste no aproveitamento da radiação solar para o aquecimento das águas para consumo doméstico, aquecimento de edifícios e piscinas, entre outras.

Turismo

Portugal apresenta condições excecionais para o desenvolvimento do turismo balnear devido ao clima mediterrâneo, de longos verãos quentes, secos e luminosos, ao que se alia extensas praias de areia fina e águas tépidas. As principais regiões de turismo balnear portuguesas são o Algarve, Lisboa e a Madeira. O principal problema desta forma de turismo é o seu caráter sazonal, pelo que deve ser complementada com outra forma de turismo que se desenvolva ao longo do ano.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s